Após 18 anos a trabalhar de modo convencional em Arquitectura de Interiores sempre fui muito relutante em aceitar e aderir à informática no meu trabalho.

Olhava-a com desconfiança achando que seria uma boa escolha para Arquitectura e Urbanismo em que o mesmo desenho se repete e que o sempre original que se espera da Arquitectura de Interiores e da Decoração ficasse comprometido com esta nova era de “estranhas ferramentas” de trabalho.

Na passagem para o ano 2000 aceitei finalmente que tinha de aderir à nova tecnologia pois ignorava como ligar, escrever num computador ou mesmo enviar um e-mail o que começava a fazer de mim uma ave rara afastada da nova realidade (além de ignorante aos olhos dos mais novos).

Foi nesta altura que adquiri o meu primeiro computador que veio com todos os periféricos e ferramentas (horrorizava-me o facto de poder estragar algo que não era meu) para finalmente aprender a mexer nesse “monstro”.

Agora tinha de reaprender a desenhar com um rato e ver o trabalho crescer e desenvolver num monitor em vez de no papel.

Foi difícil, esta adaptação, mas ao fim de alguns meses e à medida que aprendia e percebia o que fazer, já começava a ficar fascinada com esta tecnologia. Anos depois e após dominar o desenho técnico veio o 3d, a cor, os materiais e o contrariar sempre as bibliotecas de materiais existentes nos programas e optar por apresentar sempre o possível (existente no mercado). Este esforço nem sempre é reconhecido pelos fabricantes e fornecedores de materiais que não ajudam a disponibilizar ficheiros no que concerne a equipamentos e materiais existentes em catálogo e que gosto de mostrar já aplicados nos projectos apresentados.

Esse fascínio continuou a aumentar e querer apresentar com a mesma qualidade de trabalho de “antes” no “depois” obrigou a uma dedicação sem precedentes. Uma luta grande para dominar os programas e conseguir os ficheiros e elementos necessários para um retrato cada vez mais fiel da realidade que é possível alcançar e concretizar.

Este é um dos resultados desse fascínio e esforço.

Avaliá-lo é a sua tarefa.